top of page
Buscar

PrestaShop: o que é e como funciona?


O que é PrestaShop

 

PrestaShop: o que é isso ?


PrestaShop é uma plataforma gratuita e de código aberto projetada especificamente para criar e gerenciar sites de comércio eletrônico. Mais especificamente, o PrestaShop é um CMS (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo), assim como, por exemplo, WordPress, Joomla ou Magento.


PrestaShop opera através de um sistema modular, ou seja, depois de criar a loja básica, é possível adicionar funções adicionais: como novos métodos de pagamento, melhorias gráficas, sistemas de promoção de produtos e acompanhamento de usuários. Esse sistema modular torna-o bastante intuitivo, versátil e fácil de usar.


O PrestaShop foi lançado em 2007 por Igor Schlumberger e Bruno Lévêque com a ideia de tornar as lojas online mais acessíveis e fáceis de implementar. Ao contrário de CMSs mais genéricos, foi projetado desde o início como uma solução para aqueles que criam e gerenciam lojas online, de pequeno a grande porte. Em 2014, a plataforma ganhou o prêmio de melhor solução de comércio eletrônico para empresas e o melhor CMS para comércio eletrônico para pequenas e médias empresas.


Atualmente, o PrestaShop alimenta mais de 300.000 lojas online em todo o mundo. Entre as empresas que o usam para seu site de comércio eletrônico estão Danone, Huygens e Bobbies.

Prestashop o que é isso


Características do PrestaShop: custos e o que saber antes de começar a usá-lo


PrestaShop é intuitivo e fácil de usar, mesmo para usuários sem muita experiência, podendo ser uma excelente escolha, especialmente para pequenas e médias empresas que desejam começar a vender online com um orçamento limitado.


Vamos examinar algumas das principais características do PrestaShop.


PrestaShop é gratuito em sua essência


Para usar a plataforma, não há assinatura a ser ativada nem taxas mensais a serem pagas. Não há comissões sobre as vendas. No entanto, isso não significa que não seja necessário prever um orçamento para desenvolver uma loja online no PrestaShop. De fato, existem custos (geralmente anuais) associados ao hosting do site e ao domínio, ou seja, o espaço do servidor no qual seu site funcionará. Além disso, muitos módulos adicionais do PrestaShop são pagos. Isso significa que, para criar uma loja online, os custos básicos são muito baixos ou quase nulos, mas para projetos maiores, é necessário prever um orçamento adequado.


PrestaShop é escalável e modular


Como mencionado anteriormente, o PrestaShop é uma ferramenta para criar sites de comércio eletrônico modulares. Isso significa que você pode começar criando uma vitrine online muito simples e depois evoluir, personalizando-a de acordo com suas necessidades. Os módulos melhoram diferentes aspectos da loja online. Por exemplo, existem módulos que permitem inserir uma descrição detalhada dos tamanhos de uma peça de roupa, melhorando a experiência do usuário e, portanto, reduzindo as devoluções e aumentando as conversões; outros módulos focam na otimização SEO do comércio eletrônico, melhorando seu posicionamento nos motores de busca ou adicionando métodos de pagamento como PayPal ou Stripe. Em resumo, existem módulos para quase todas as funções: inserir pop-ups no site, programar descontos e promoções, incentivar compras impulsivas dos usuários, organizar armazenamento e devoluções e rastrear visitas.


PrestaShop é open source com uma comunidade ativa


Outra característica principal do PrestaShop é ser open source, o que significa que, em teoria, qualquer desenvolvedor pode adaptar o sistema às suas necessidades. Além disso, ele possui uma comunidade de base muito ativa: isso facilita encontrar respostas para possíveis perguntas e obter suporte de outros usuários. O fato de muitos desenvolvedores trabalharem com o PrestaShop oferece várias vantagens, incluindo a facilidade de encontrar freelancers para ajudar a personalizar o site e a possibilidade de mudar facilmente de agência se você estiver insatisfeito com a que criou seu comércio eletrônico no PrestaShop.


Prós e contras do PrestaShop

Como toda ferramenta, o PrestaShop também tem seus prós e contras: seu uso deve ser avaliado considerando a dimensão do seu projeto e o orçamento disponível. Para ajudar você a decidir, resumiremos as características do PrestaShop, destacando os prós e contras.


Vantagens do PrestaShop


  • É basicamente gratuito, sem custos fixos ou comissões sobre vendas.

  • É muito intuitivo e fácil de usar, mesmo para usuários inexperientes.

  • É um sistema estável e confiável.

  • Possui uma comunidade ativa que pode fornecer suporte gratuito.

Desvantagens do PrestaShop


  • Embora seja gratuito em sua essência, alguns módulos adicionais são pagos. Para lojas online mais complexas, os custos aumentam.

  • Embora seja mais intuitivo do que outras plataformas de comércio eletrônico, a instalação inicial do PrestaShop pode ser complicada para aqueles que nunca criaram um site.

  • Não é adequado para comércio eletrônico com um grande número de produtos.

Em geral, o PrestaShop pode ser a escolha certa para comércios eletrônicos de pequeno e médio porte, como uma loja de artesanato ou a seção de vendas online de uma empresa local de móveis. Para lojas online mais complexas, os custos aumentam e alternativas podem ser mais vantajosas.


Se você decidiu usá-lo – ou pelo menos experimentá-lo –, as próximas seções deste guia serão dedicadas aos fundamentos básicos para aprender a usar o PrestaShop.


Aprendendo PrestaShop: a instalação


A instalação do PrestaShop é talvez a fase mais delicada para aqueles que nunca criaram um site de comércio eletrônico. Embora seja mais simples e direto do que outros CMSs, é preciso ter cuidado ao configurar a loja, especialmente se você não tem experiência anterior. Nesta seção, explicaremos brevemente como fazer isso.


Escolha um domínio e um hosting


Para criar uma loja online com o PrestaShop, a primeira coisa a fazer é escolher um domínio, ou seja, o nome pelo qual os usuários encontrarão sua loja online. Em seguida, você precisará de um hosting onde hospedar sua loja. Existem muitas empresas de hosting que oferecem pacotes específicos para o PrestaShop: entre as mais famosas, encontramos HostGator, BlueHost e SiteGround. Antes de escolher, compare os preços e verifique se o pacote inclui um certificado SSL, que é essencial para vender online.


Instale o PrestaShop


Depois de escolher o domínio e o hosting, você pode finalmente instalar o PrestaShop. Muitas empresas de hosting oferecem uma instalação em um clique do PrestaShop: ou seja, com um simples clique, a loja online é criada e você pode começar a personalizá-la. Se a empresa de hosting não oferecer essa opção, você precisará baixar o PrestaShop do site oficial e seguir o procedimento de instalação.


Configuração inicial


Agora que o PrestaShop está instalado, você pode finalmente começar a configurar sua loja online. O painel de controle é intuitivo e fácil de usar. Comece inserindo as informações básicas sobre sua empresa: nome, endereço, número de telefone e e-mail. Em seguida, escolha um design para sua loja. Existem muitos temas gratuitos e pagos disponíveis no PrestaShop: escolha um que reflita o estilo e os valores da sua marca. Por fim, insira os produtos que deseja vender, indicando preço, descrição e fotos.


Otimização e Promoção de sua Loja PrestaShop


Depois de configurar sua loja, o próximo passo é otimizá-la para garantir que os clientes a encontrem e comprem seus produtos. Além disso, a promoção é vital para atrair tráfego para sua loja e aumentar suas vendas.


1. Otimização SEO para PrestaShop


Palavras-chave: Faça uma pesquisa completa de palavras-chave para identificar os termos que os clientes usam para procurar seus produtos. Integre essas palavras-chave nos títulos dos produtos, descrições, meta descrições e URLs.


Imagens: Certifique-se de que todas as imagens tenham um arquivo de nome descritivo e uma tag ALT relevante. Isso não só ajuda na acessibilidade, mas também é valioso para o SEO.


Links internos: Crie uma estrutura de links internos coerente. Certifique-se de que os produtos relacionados estejam vinculados entre si para manter os usuários navegando por sua loja.


2. Campanhas de Publicidade Pay-Per-Click (PPC)

Comece com Google Ads e Facebook Ads. Crie campanhas segmentadas para seus principais produtos e para públicos específicos. Monitore seu retorno sobre o investimento e ajuste suas campanhas conforme necessário.


3. Redes Sociais


Presença: Estabeleça uma presença ativa em plataformas de mídia social relevantes para sua marca, como Facebook, Instagram, Pinterest ou Twitter.


Publicidade: Use anúncios segmentados nas redes sociais para promover seus produtos para públicos específicos.


Engajamento: Crie conteúdo que encoraje os seguidores a interagir com sua marca, como concursos ou promoções.


4. Email Marketing

Colete endereços de e-mail de seus clientes e visitantes e mantenha-os informados sobre novos produtos, promoções e notícias. Use ferramentas como Mailchimp ou SendinBlue para gerenciar suas campanhas de e-mail.


5. Programas de Fidelidade e Descontos

Incentive os clientes a retornar oferecendo programas de fidelidade ou descontos para compras repetidas. Isso não só aumentará as vendas, mas também ajudará a construir uma base de clientes leais.


6. Parcerias e Colaborações

Considere colaborar com marcas ou influenciadores que compartilhem um público-alvo semelhante. Isso pode ser na forma de conteúdo patrocinado, trocas de produtos ou eventos conjuntos.


Conclusão


Com a escolha certa de plataforma e uma abordagem estratégica para otimização e promoção, sua loja PrestaShop pode se tornar um player significativo no mercado de comércio eletrônico. Como sempre, mantenha-se atualizado com as últimas tendências e melhores práticas para garantir que sua loja permaneça competitiva e atraente para seus clientes.



Comentários


bottom of page